Aerangis luteoalba var. rhodosticta (Kraenzl.) J.Stewart (1979)

08:13


Aerangis luteoalba var. rhodosticta (Kraenzl.) J.Stewart (1979)




Sinonimia:
Aerangis albidorubra (De Wild.) Schltr.
Aerangis rhodosticta (Kraenzl.) Schltr.
Angorchis rhodosticta (Kraenzl.) Kuntze
Angraecum albidorubrum De Wild.
Angraecum mirabile auct.
Angraecum rhodostictum Kraenzl.



Bela e valorizada no mundo das orquídeas, a epífita Aerangis luteoalba var. rhodosticta (Kraenzl.) J.Stewart (1979) se desenvolve bem em galhos e troncos de árvores, porém pode ser cultivada sem nenhum problema em vasos próprios para orquídeas, principalmente quando se pretende decorar ambientes internos.
É uma espécie originária das matas e florestas da África Central, Camarões, Congo, Zaire, Etiópia, Quênia, Tanzânia e Uganda, pertencente a família botânica Orchidaceae.
A planta pode ser cultivada em locais arejados e bem iluminados, porém sem exposição direta ao sol, condições bem semelhantes ao seu habitat natural.
Suas belas flores de até 3 cm de diâmetro costumam durar cerca de 20 dias e surgem ao longo de hastes pendentes durante o Outono.
Cada haste floral pode conter até 15 belas flores brancas, com pétalas e sépalas de formato incomum, que deixam a planta muito ornamental, ideal para quem busca uma orquídea com muitas flores.
Embora a Aerangis luteoalba var. rhodosticta (Kraenzl.) J.Stewart (1979) seja nativa da África, a espécie se adaptou muito bem ao clima Brasileiro.














  • Compartilhe:

Postagens Relacionadas

0 comentários