Elleanthus brasiliensis (Lindl.) Rchb.f.

16:16


Elleanthus brasiliensis (Lindl.) Rchb.f.


Sinonimia:
Elleanthus brasiliensis var. hookerianus Cogn.
Evelyna brasiliensis Lindl.





Quando nos deparamos com a Elleanthus brasiliensis (Lindl.) Rchb.f. é impossível ficar indiferente a sua beleza e exoticidade.
Esta bela espécie pertencente a família botânica Orchidaceae é epífita e ciófita e como o próprio nome já sugere, é uma espécie brasileira facilmente encontrada nas matas do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. É encontrada também na França e na Guiana.
A Elleanthus brasiliensis (Lindl.) Rchb.f. apresenta rizoma curto e raízes relativamente espessas ou tuberosas, seu caule é simples ou pouco ramificado, ereto ou em posição ascendente, bastante alto e delgado.
Possui folhas plicadas, alternadas, de formas oblongas até lineares, brilhantes, já sua inflorescência é rígida apical, multiflora, com grandes brácteas e flores dispostas em forma dística ou em estróbilos, algumas vezes emanando abundante substância gomosa.
As suas pequenas e exóticas flores são numerosas, aglomeradas e de cores variáveis, sendo que variam entre formas esbranquiçadas ou rosadas até lilás intenso, vermelhas, amarelas ou alaranjadas.
As sépalas são livres eretas e similares, suas pétalas mais estreitas e de comprimentos variáveis, já o labelo trilobado, lobos desenvolvidos e mediano carnoso com dois calos ligados entre si ou não. A coluna costuma apresentar pequenas asas inferiores ao lado do estigma, sem prolongamento podiforme, semi roliça. antera biloculada com oito polínias aos pares.
A Elleanthus brasiliensis (Lindl.) Rchb.f. aprecia ambientes arejados, de clima quente e úmido.










As informações deste site são baseados a partir de imagens coletadas de produtores ou colecionadores em todo o mundo, confiando nas informações difundidas pelos mesmos, portanto é possível que, pela grande diversidade de espécies, algumas delas podem conter erros de identificação ou discordância de informações. Nosso intuito é o de difundir informações aos amantes das plantas. Os créditos contidos nas imagens não foram retirados para que haja reconhecimento pelo trabalho realizado.

  • Compartilhe:

Postagens Relacionadas

0 comentários